schedule-128.png 
Quer visitar o nosso Laboratório? Recebimento ao público em Lisboa, por marcação,de 2ª a 6ª das 15 às 20h.



Laboratório Digigraphie® 

Foi com enorme satisfação que recebemos a nomeação, por parte da Epson,  como Laboratório certificado Digigraphie®, obedecendo a critérios  de  aplicação  muito rigorosos. Se pretende certificar a sua imagem com selo  branco na  qualidade e longevidade, não  hesite em entrar em contacto.

 

 

Impressão de obras de arte autenticadas

Um novo horizonte para a Arte. A certificação Epson Digigraphie® garante os mais elevados padrões de reprodução artística digital. Com a Digigraphie® o mundo das artes pode utilizar as vantagens da tecnologia digital, garantindo uma qualidade e durabilidade excepcionais dos trabalhos produzidos.
Graças à tecnologia utilizada nas impressoras profissionais da Epson e à qualidade das tintas UltraChrome™, a Epson estimulou o mercado artístico, proporcionando uma nova oportunidade a artistas, galerias e museus uma nova técnica na produção de arte.
 A Epson criou um comité de análise que reúne vários fotógrafos, escultores e pintores. Âmbito: definir os rigorosos critérios e regras de utilização para esta designação, garantindo a sua harmonização nas diferentes disciplinas artísticas, tanto no presente como à medida que a tecnologia evolui. A comissão dedica-se ao aconselhamento de artistas no âmbito da adaptação da tecnologia Epson aos seus requisitos específicos.
A Digigraphie® é o fruto de muitos anos de pesquisa efectuada pela Epson, alcançando o mais elevado desempenho técnico das suas impressoras e das tintas pigmentadas Epson UltraChrome™.

O resultado? Digigraphie® - uma certificação técnica que permite a produção ou reprodução de uma obra de arte numa série limitada, que os seus clientes terão orgulho em adquirir. Cada criação pode ter a sua réplica digital única, uma vez que cada reprodução é numerada, referenciada e assinada pelo artista.

Digigraphie® é uma certificação de excelência, que impõe critérios precisos e regras de utilização rigorosas, permitindo-lhe valorizar as suas reproduções digitais através da obtenção e aplicação do selo de aprovação Digigraphie®.

Por que razão utilizar a Digigraphie® – e a quem se destina?

1:  O mundo das artes

Não são apenas os artistas e os museus que desejam mais liberdade, mais visibilidade e mais controlo sobre as reproduções das suas obras, mas também os clientes que querem ter a certeza da qualidade e da durabilidade dos seus trabalhos favoritos. O fotógrafo não se limita a capturar o conteúdo de uma fotografia, uma vez que também produz a impressão e configura a imagem de acordo com as suas preferências. As possibilidades são imensas.
Maior visibilidade
Por definição, uma obra original é única. A Digigraphie® oferece a cada artista a oportunidade de aumentar a distribuição da sua criação, proporcionando a impressão de edições limitadas de elevada qualidade.
Produção controlada
A tecnologia de impressão Epson permite aos artistas controlarem a qualidade e quantidade da produção. A Digigraphie® impede qualquer tipo de plágio, uma vez que cada obra está numerada, carimbada e assinada. Cada impressão faz parte de uma edição limitada.
Impressões conforme a procura
Os artistas têm toda a liberdade para imprimir as suas obras, quando pretenderem e sem correrem o risco de manchar a sua criação. A Epson Digigraphie® garante uma reprodução perfeita de cores e matizes, que não se altera com o tempo. Por essa razão, os artistas podem produzir as suas obras conforme a procura.
Melhor utilização do legado
A utilização da Epson Digigraphie® significa prolongar a existência de uma obra. Os artistas dispõem de uma nova forma de expressão e de um novo suporte para renovarem o seu legado. Trata-se de uma alternativa valiosa tanto para uma única obra como para séries.
Uma galeria on-line
Os artistas que utilizam a Digigraphie® possuem agora o seu próprio website: www.digigraphie.com. Cada artista pode registar-se e apresentar o seu portfolio de trabalhos em Digigraphie® certificados numa galeria online.

 

2:  Galerias repletas de vida

A Epson Digigraphie® representa também boas perspectivas para as galerias. Uma vantagem oferecida pela Digigraphie® são os trabalhos originais. Cada impressão produzida por um artista com Digigraphie® é, de facto, uma criação original, numerada e assinada. As galerias podem dispor assim de uma oferta múltipla e podem vender uma série com uma edição limitada de uma obra exclusiva.
Colecção de Digigraphies

Outra vantagem da Epson Digigraphie® é a venda da Digigraphies Collection. Esta designação específica está relacionada com as obras de artistas falecidos. Os herdeiros de um artista já falecido podem produzir Digigraphies das suas obras e expô-las numa galeria. Consiste, por isso, numa nova forma de valorizar o legado artístico de um artista.

 

3: Museus orgulhosos do seu legado

A designação Digigraphie® Collection atrai museus em toda a Europa. Todos os museus, tanto nacionais como privados, podem a partir de agora oferecer aos visitantes a oportunidade de adquirirem uma obra de arte com qualidade de edição limitada. A Epson Digigraphie® proporciona aos visitantes a oportunidade de partirem com uma reprodução excepcional e duradoura do seu quadro ou fotografia favorita. É uma oportunidade fantástica para levar um legado artístico para sua casa. A venda de Digigraphie® Collections é ideal durante uma exposição temporária ou para obras em exposição permanente.



Uma selecção de papéis artísticos

Obter o estatuto Digigraphie® depende dos materiais utilizados. Por essa razão, a Epson seleccionou uma gama de papéis artísticos de elevada qualidade, dedicados à Digigraphie® : Ultrasmooth and Textured Fine Art Paper, Canvas, Traditional Photo Paper e também Matte Paper com acabamento Diasec®. Todos estes materiais foram testados por laboratórios independentes para garantir a estabilidade das impressões ao longo do tempo.


 



UM POUCO DE HISTÓRIA

Origem

Embora a criação da designação Digigraphie® seja relativamente recente, a sua existência é muito mais antiga. A designação Digigraphie® foi oficialmente lançada a 13 de Novembro de 2003, no centenário da Exposição de Outono em Paris, França. Há vários anos que fotógrafos, escultores e pintores, bem como laboratórios fotográficos e estúdios de litografia, utilizam esta tecnologia das impressoras Epson, para produzir impressões de alta qualidade. Esta evolução deu origem a uma nova disciplina: a impressão artística digital.
A procura de um nome

Mas que nome se deveria dar a uma impressão artística digital criada com uma impressora Epson? A questão remonta a 1991, nos Estados Unidos. Jack Duganne, chefe de impressão da Nash Editions, precisava de um termo genérico para descrever as obras da artista Diane Bartz, produzidas com tecnologia de jacto de tinta. Utilizou o termo francês “jet d’encre” (jacto de tinta) que aperfeiçoou para “gicleur” (jacto/pulverizador) e, em seguida, para “Giclée” (pulverizado). Contudo, os artistas franceses viram-se perante o mesmo dilema que Duganne. Rejeitaram imediatamente a expressão “impressão a jacto de tinta”, que consideravam inadequada para uma impressão artística.

Por essa razão, alguns destes artistas optaram por criar a sua própria designação. Foi o caso de Philip Plisson, o artista especializado em cenas marítimas, que criou a designação “Pixographie”, ou de Jean-Noël l’Harmeroult, o fotógrafo de moda que designou as suas obras de “Hyperchromes”. Estes dois profissionais de imagem utilizaram uma designação pessoal para descrever as suas impressões artísticas de edição limitada, criadas com as impressoras fotográficas profissionais da Epson. Tornou-se evidente que havia a necessidade de encontrar uma designação padronizada na indústria.

O aparecimento da designação “Digigraphie®” Após um longo processo de investigação junto de artistas e clientes, a Epson França registou o nome Digigraphie® junto do INPI (Institute Nationale De La Propriété Industrielle / Instituto Nacional de Propriedade Industrial) e do OHMI (autoridade responsável pelo registo de marcas europeias) em 2003, tendo a marca comercial passado a ser europeia desde então. Todos que cumprirem com as regras de utilização podem passar a utilizar esta designação.